Ouça agora na Rádio

foto-locutor

Buscando...

Buscando...

Destaques

Locais/Regionais

Compartilhe agora

Câmara de Vereadores de Guabiruba Debate Falta de Água No Município.

Postado em 03/06/2020 por

img-page-categoria

*Fonte imagem : Câmara de Vereadores de Guabiruba Debate Falta de Água No Município.*


Assessoria

Na noite de terça-feira, 19, aconteceu mais uma sessão ordinária na Câmara Municipal de Guabiruba, sendo os trabalhos conduzidos pela vereadora Rosita Kohler (Progressistas), presidente da Mesa Diretora.

Na oportunidade cinco vereadores utilizaram o espaço da palavra livre, destacando temas como falta de água, meio ambiente e pavimentações de ruas.

O vereador Felipe Eilert dos Santos (PT) falou sobre a iniciativa da organização da 15ª Stadtplatzfest que irá inserir canecas retornáveis, proibindo assim a utilização de copos plásticos durante o evento, diminuindo o lixo e pensando no meio ambiente.

Da mesma forma destacou ações da Secretaria de Meio Ambiente e Associação de Ecoturismo e Aventura (Assepavi), com jovens alunos que puderam conhecer pontos da natureza do município. O parlamentar lembrou ainda que em junho é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente.

O vereador Haliton Kormann (MDB) voltou a falar sobre o depósito irregular de entulhos em um trecho da Rua Independência, Centro, destacando a reclamação de moradores sobre o fato.

O tema falta e qualidade da água também voltou a ser debatido no legislativo, o vereador informou que foi procurado por moradores indignados com a constante falta de água e coloração da mesma.

O vereador líder de governo Cristiano Kormann (Progressistas) explicou que a falta de água no final de semana no bairro São Pedro, foi em decorrência de uma grande ruptura da rede, que mais tarde foi detectada pela empresa responsável pelos serviços.

Ele afirmou que é justa a reclamação de parte da comunidade, mas, também lembrou que esta em andamento o processo licitatório para concessão do serviço de abastecimento e distribuição de água, que assim, que houver uma empresa vencedora ela deverá em médio prazo fazer os investimentos necessários para melhorar o sistema, que foi herdado em péssimas condições da Casan.

Harri Westarb Neto (DEM) também discorreu sobre a reclamatória de parte da comunidade com a falta de água no município, destacando a situação do final de semana das localidades de Lorena e Alsácia, bairro São Pedro. O parlamentar também teceu alguns comentários sobre os problemas no processo licitatório.

Entre outros temas, o parlamentar também solicitou a atenção dos responsáveis pelo setor com relação à realização das roçadas na cidade sem a utilização das redes de proteção. Segundo o parlamentar com a utilização da roçadeira pode saltar detritos que podem atingir os trabalhadores, pessoas e veículos que transitam nas proximidades.

O vereador Paulo Ricardo Gums (Progressistas) apresentou imagens das ruas André Wippel e Alberto Reichert, bairro Aymoré, que estão recebendo pavimentações, a primeira em sistema de parceria e a segunda com recursos próprios da prefeitura. O parlamentar destacou os benefícios dessa ação que irá acabar com a poeira, melhorar a mobilidade e valorizar os imóveis dos moradores.

O vereador Waldemiro Dalbosco, falou sobre o Dia Mundial do Meio Ambiente e informou que já se passaram 15 anos da criação do Parque da Serra do Itajaí, situação que segundo ela não se sabe se deve ser comemorada ou lamentada.

Sobre o desmatamento o parlamentar informou que sempre os países europeus falam em sanções aos países subdesenvolvidos, mas o que eles estão recuperando, quais os tipos de ações estão sendo desenvolvidas por eles nesse sentido. Continuando Dalbosco, questionou que país pode ser comparar ao Brasil que tem um reserva legal de no mínimo 20%, em alguns biomas 50% e até 80%.

“Eles devastaram todas suas áreas e agora querem que nós preservemos. Da mesma forma eles criticam os alimentos que tem a utilização de agrotóxicos e outros derivados, mas vocês acham que todos os brasileiros têm condições de compra alimentos orgânicos no preço prático”, completou o parlamentar afirmando que não é uma questão de querer e sim de poder.

Ainda dentro da questão de preservação o vereador falou sobre Botuverá e Guabiruba, destacando que Botuverá é a quinta cidade de Santa Catarina com mais cobertura vegetal do estado, mas isso não foi suficiente para conseguir uma liberação para construção da barragem, pelo motivo de dois hectares estarem dentro do Parque da Serra do Itajaí.

Guabiruba segundo Dalbosco é a sexta cidade do estado com maior cobertura vegetal, mas grande parte da população tem terras que estão dentro das Zonas de Proteção Permanentes (ZPP), que agora não podem ser mais edificados, para o vereador isso é injusto.

ORDEM DO DIA

Foi aprovado o decreto Legislativo nº 07/2019, que “CONCEDE LICENÇA AO CHEFE DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL, PARA AUSENTAR-SE DO PAÍS”.

Assessoria Câmara de Guabiruba

Deixe um comentário

Ao enviar um comentário você concorda com nossas politicias de comentários, saiba no link ao lado. política de comentários