Ouça agora na Rádio

foto-locutor

Buscando...

Buscando...

Destaques

Locais/Regionais

Compartilhe agora

Diretor-presidente da Celesc participa de Reunião de diretoria da ACIBr

Postado em 03/06/2020 por

img-page-categoria

*Fonte imagem : Diretor-presidente da Celesc participa de Reunião de diretoria da ACIBr*


Ideia Comunicação

O diretor-presidente da Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), Cleicio Poleto Martins, acompanhado de demais representantes e técnicos do órgão, estiveram na tarde de segunda-feira, 15 de abril na sede da Associação Empresarial de Brusque (ACIBr) onde participaram da reunião de diretoria da entidade. O objetivo do encontro foi aproximar as entidades, estabelecer um canal de diálogo e apresentar as principais demandas da região.

Na oportunidade o diretor-presidente da Celesc apresentou a reestruturação e diretrizes de trabalho da nova gestão da Celesc; a unificação dos atendimentos em todos os 16 polos do Estado; os planos de investimento do ano em atenção às especificidades da região e esclareceu as dúvidas e questionamentos dos empresários.

Ao longo do encontro o presidente da ACIBr, Halisson Habitzreuter reforçou a luta da entidade há anos em busca da instalação da terceira subestação da Celesc no município, em prol de melhorias na quantidade e qualidade da energia elétrica para Brusque, Guabiruba e Botuverá.

“Esta não é apenas uma luta da classe empresarial, mas sim de toda a nossa região. Desde 2011 temos essa como uma das nossas bandeiras, já realizamos seis comitivas até a Celesc para tratar desse assunto, sempre em parceria com os poderes Executivo e Legislativo. As empresas precisam ampliar seus parques fabris e a terceira subestação é necessária. Precisamos saber quando vamos poder contar com a nova subestação e se ela será suficiente para atender a nossa demanda”, frisou Habitzreuter.

Subestação em foco

Segundo Martins, a previsão é de que em setembro deste ano a terceira subestação possa estar em funcionamento. Inicialmente a nova subestação irá ampliar cerca de 25% da capacidade de distribuição de energia elétrica na região, entretanto a Celesc deverá deixar um local físico pronto para poder ampliá-la em mais 25% posteriormente, com a instalação de um transformador. “Temos um problema fundiário que está sendo resolvido junto com a Prefeitura de Brusque, que está nos auxiliando no caso, para que os prazos não se alonguem e a população se beneficie. Mas temos certeza que em breve ele será resolvida. E sem dúvida essa terceira subestação irá trazer mais confiabilidade e desenvolvimento para as cidades de região de Brusque”, comentou Martins.

Em relação ao impasse, o vice-prefeito José Ari Vequi esclareceu que uma das áreas necessárias para ligar a linha de transmissão da subestação passa por um empasse e precisa ser desapropriada. “É um novo terreno, com uma nova desapropriação da área que não foi aceita de forma amigável pelo proprietário. Assim a questão será judicializada. Para termos a licença do local, que é emitida pela Fundema precisamos acessar a área. A Celesc está fazendo os trâmites para a desapropriação e com a decisão judicial a Fundema poderá liberar a licença e poderemos fazer a ligação da nova subestação. Sem isso não poderemos ligá-la. É uma preocupação, estamos conversando e buscando os meios legais e acredito que devemos superar nos próximos meses”, explicou.

De acordo com Martins, ainda, além da nova subestação a Celesc irá investir na região em novas linhas distribuição, os chamados ‘alimentadores’, que são com redes compactas e mais resistes à queda de galhos. “A Celesc precisa dar confiabilidade no sistema, independente do horário. Nossa proposta é fortalecer o sistema elétrico, fortalecer o que já temos, bem como realizar investimentos em revitalizar o que já existe com tecnologia atual, como religadores automáticos, quando não ocorrem quedas de energia graves. Estamos investindo em inovação e automação em alguns dos nossos serviços, buscando utilizar a tecnologia em favor da Celesc e da população, agindo preventivamente e não corretivamente”, acrescentou.

Otimismo

Para o presidente da ACIBr a reunião foi positiva e os objetivos alcançados, não apenas pelos esclarecimentos dados mas também pela aproximação da entidade com o órgão estadual. “Foi uma forma de trazermos a administração estadual aqui para sentirem as necessidades da nossa região, verificar como está o andamento da terceira subestação e deixar a nossa classe empresarial mais tranquila, até onde podemos crescer como economia. Entendemos que as obras serão finalizadas nesse período e irão nos dar um alívio, tanto na questão de queda de energia como também para reativarmos algumas máquinas que já estão paradas em algumas empresas, que necessitam de mais carga energética. Ficamos bem satisfeitos com as colocações e também com a visão da administração da Celesc. Esperamos que as metas sejam cumpridas”, comentou.

Outro ponto destacado pelo presidente da entidade foi em relação à questão logística de atendimento da Celesc, que foi questionada ao longo do encontro e que hoje depende do atendimento da agência de Blumenau para determinados serviços. “O que os empresários e engenheiros comentaram foi em relação a resolução de certas demandas poderem ser feitas na própria cidade de atendimento da Celesc, sem necessidade de deslocamento. Hoje Brusque pertence ao Núcleo de Blumenau, do Auto Vale, e acreditamos que com a questão geográfica, o crescimento em direção a Itajaí e a proximidade com a cidade litorânea, o atendimento da Celesc de Brusque irá se unificar com o de Itajaí, na manutenção das redes e dos circuitos, já que as cidades irão se aproximar”, completou.

Participação

Além de diretores da ACIBr, o evento contou com a presença do vice-prefeito de Brusque, José Ari Vequi, do representante do deputado federal Fabio Schiochet, Osmar Vicentini; do diretor de Distribuição da Celesc, Sandro Levandoski; o gerente do Núcleo do Alto Vale da Celesc, que engloba a região de Brusque, Cláudio Varella; o responsável pelas Relações Institucionais, Rodrigo Cruz; e o diretor de Geração e Novos Negócios, Pablo Cupani, entre outros.

Também participaram representantes do Clube de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Brusque (CEAB) que trouxeram algumas reivindicações em relação ao atendimento da Celesc para a resolução de questões técnicas. A solicitação do CEAB foi para que alguns serviços possam ser feitos em Brusque e de forma mais rápida e dinâmica, sem necessidade de deslocamento para outras cidades.

 

Ideia Comunicação

Deixe um comentário

Ao enviar um comentário você concorda com nossas politicias de comentários, saiba no link ao lado. política de comentários